2017/04 Abril

2017/04 Abril

A prova de que a TV não pretende realizar uma obra de cultura e aperfeiçoamento espiritual da humanidade, é a situação subordinada em que nela se encontram os artistas, os escritores, os pensadores.
Enquanto o Estado e a Igreja não tomarem a decisão solicitada de que seja entregue, aos artistas, aos escritores e aos pensadores, a direcção da imprensa, da rádio, da televisão e do cinema, enquanto essas forças sociais estiverem entregues aos engenheiros, aos economistas e aos financeiros, quase todos manifestando ressentimento contra os obreiros do espírito, estas forças continuarão a ser as forças ao serviço do espírito do mal, que actua por intermédio do dinheiro.

Francisco Sottomayor
Dispersos de Ensaio de Filosofia Portuguesa
Edições Fundação Lusíada – 1991