2015/02 Fevereiro

2015/02 Fevereiro

A justiça não aparece,
A verdade he desterrada,
E a mentira honrada,
O que agora mais merece
Esse há menos soldada.
A meu pae ouvi dizer
(nego hua autoridade,
Nunca ma há-de esquecer);
Quem quiser ter de comer
Que nunca falle verdade,
Se não sempre à vontade
Do senhor com que viver.
Os homens hão-de seguir
A opinião geral,
Porque já em Portugal
Quem não costuma mentir
Não alcança um só real.
Que os homens verdadeiros
Não são tidos nua palha;
Os que são mexeriqueiros
Mentirosos, lisonjeiros,
Esses vencem a batalha!

Gil Vicente
em “Auto da Festa”

(Afinal o país não mudou mesmo nada. Os políticos de hoje são bons sucessores dos de há quinhentos anos atrás).