2014/09 Setembro

2014/09 Setembro

O que é a Democracia?
Quem poderá dizê-lo!
É o escrópulo onde até hoje têm naufragado todas as sociedades.
No ambiente subtil e esterilizador dessa conspiração permanente, que é a essência mesmo do parlamentarismo, (os partidos) perderam a noção da realidade; e enquanto o mundo se transforma, vão repetindo maquinalmente as costumadas teses de uma filosofia política caduca e que nem já compreendem.

Tais partidos, cuja permanência só se explica pelo estado de torpor e inercia – a que a incumbação de um mundo novo condena momentaneamente a sociedade, são o ``caput morturum`` da política burguesa, e nada mais.

Antero de Quental
em “Cartas”. Coimbra, 1921, pág. 115.