2014/08 Agosto

2014/08 Agosto

O chamado liberalismo, esse entendia ele:
Reduz-se, a duas coisas:
- Duvidar e destruir por princípio,
- Adquirir e enriquecer por fim.

É uma seita toda material em que:
- a carne domina e o espírito serve –
O liberalismo tem muita força para o mal; pois bem verdadeiro, real e perdurável, não o pode fazer.
Curar com uma revolução liberal um país estragado, como são todos os da Europa, é sangrar um tísico: a falta de sangue diminui as ânsias do pulmão por algum tempo, mas as forças vão-se e a morte é a mais certa.

Almeida Garrett
em “Viagens na Minha Terra”.