2013/11 Novembro

2013/11 Novembro

O amor ao passado de Portugal, ainda é a melhor reserva espiritual para a segurança do seu futuro.
Na vida do Homem, não esquecer o passado, é amar o futuro.

E quem ama o futuro, não sofre deixá-lo comprometer.
Ainda é a História, quem resgata os erros dos homens - salvando a memória do que foram e realizaram - da voragem do Tempo.

Domingos Maurício Gomes dos Santos
em “Prefácio ao VI Volume da História de Portugal” de Luíz Gonzaga de Azevedo.